Panteão de Agripa

Um pouco da história do Panteão

O Panteão de Agripa, também conhecido como Panteão de Roma, é uma das obras-primas arquitetônicas da capital italiana e também o edifício mais preservado da Roma antiga.

A construção do Panteão foi realizada na época do Imperador Adriano, no ano 126 d.C. Recebe o nome de Agripa porque foi construído no lugar onde, no ano 27 a.C., encontrava-se o Panteão de Agripa, destruído em um incêndio no ano 80 d.C. Durante o início do século VII, o edifício foi doado ao Papa Bonifácio IV, que o transformou em uma igreja e é por esta razão que está preservado em perfeitas condições até hoje.

A fachada retangular esconde uma enorme cúpula que possui um diâmetro maior do que a cúpula da Basílica de São Pedro. É formado por 16 colunas de granito de 14 metros de altura e que possuem a inscrição "M.AGRIPPA.LFCOS.TERTIVM.FECIT", que significa "Construída por Marco Agripa, filho de Lúcio, quando cônsul pela terceira vez".

Qual é o Panteão atualmente?

O Panteão de Agripa é o edifício romano mais conservado do mundo, é uma síntese perfeita de harmonia e inteligência construtiva e ninguém se atreveu a fazer um trabalho semelhante até o Renascimento, quatorze séculos mais tarde. Michelangelo referiu-se ao Panteão como um edifício de "desenho angélico e não humano".

Atualmente, este edifício ainda preserva o piso de mármore original e nas capelas internas, onde foram encontradas estátuas de deuses, hoje existem capelas com numerosas obras de arte. Desde o Renascimento, o Panteão foi utilizado como sede da Academia Pontifícia de Belas Artes e Literatura Virtuosa de Roma e como túmulo de grandes personagens italianos, como o pintor Rafael e o rei Vittorio Emanuele II, seu filho Umberto I e sua esposa Margherita.

Embora o Panteão seja um monumento histórico, ainda é uma igreja onde celebram-se missas e principalmente casamentos.

Curiosidades sobre o Panteão

Você sabia que a cúpula do Panteão é a maior cúpula de concreto? A cúpula possui um diâmetro de 43,44m, a altura interna, do piso ao teto, é igual ao seu diâmetro, pesa 4535 toneladas e além do mais foi construída sem um reforço de aço no seu interior.

Você sabia que o óculo no teto do Panteão permite que a chuva passe para a grande sala circular? Este óculo possui 9m de diâmetro e permanece sempre aberto, possibilitando o ingresso de luz, mas também de chuva. Por isso, o piso da sala circular é ligeiramente curvo, a parte central é 30cm mais alta para que a chuva escorra para o canal de drenagem que se encontra ao longo de todo o perímetro.

Por que visitar o Panteão?

O Panteão de Roma ou Panteão de Agripa é uma das obras-primas arquitetônicas mais imponentes de todos os tempos, vê-lo pela primeira vez é realmente impressionante. Está escondido entre as estreitas ruas do bairro de Trevi, muito perto da Piazza Navona. O Panteão é um dos maiores edifícios do mundo antigo, suas proporções e estrutura representam a concepção religiosa dos Romanos.

É incrível pensar de que o Panteão já existia no ano 128 d.C. e que viu a vida de Roma passar diante da sua entrada por quase mil e novecentos anos. Sua aparência impalpável e fantasmagórica contrasta com os edifícios e com a vida que se desenvolve ao seu entorno.

Outras atrações nas redondezas

O Panteão encontra-se no coração de Roma, muito perto de outras atrações que merecem ser visitadas durante a sua estadia na Cidade Eterna. A Cidade Eternal respira história e possui uma infinidade das atrações para visitar, porém você não pode perder as seguintes:

O Coliseu, uma estrutura impressionante que todos os anos atrai milhares de turistas que visitam Roma e que se transformou no símbolo da cidade. Do lado de fora do Coliseu está o Arco de Constantino, um monumento muito fascinante. Além disso, em algumas épocas do ano é possível visitar o Coliseu de noite.

Não muito longe do Coliseu Romano encontra-se a Domus Aurea ('Casa de Ouro' em latim), um edifício maravilhoso construído pelo Imperador Nero depois de um grande incêndio no ano 64 d.C. De acordo com vários cálculos, ocupava aproximadamente 50 hectares entre as colinas do Palatino e do Esquilino. Diz-se que o seu luxo incluía decorações de ouro, pedras preciosas e marfim.

Informações Úteis

Horários:

De segunda a sábado das 9h00 às 19h30.
Domingo das 9h00 às 18h00
Última entrada: 15 minutos antes do fechamento

Fechado 25 de dezembro, 1 de janeiro

Endereço e Mapa

Piazza della Rotonda - Roma

Ver mapa

Acesse comodamente os museus, utilizando o nosso serviço de translado!
SERVIÇO DE TRANSLADO
SERVIÇO DE TRANSLADO
Reserva Agora